Nos episódios anteriores:

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

É pica, é pica é pica, pica, é pica!


Maoeee Queridos!
Eu fiz aniversário ontem...óóóóó...uma salva de palmas pra mim, um brinde, muita saúde, paz, sucesso, dinheiro, etc....As pessoas quando vão desejar essas coisas já falam assim: "Lu, Parabéns e aquele blábláblá que você tá acostumada".
Álias, aniversário é algo implantado por não sei quem, desde não sei quando, mas que seguimos a risca tudo o que não faz nenhum sentido.
Alguém falou que temos que parabenizar alguém que completa mais um ano de vida, e nós obedecemos. Parabéns pelo que mesmo? Por estar ficando velha? Caída? Enrrugada? Indisposta? Osteoporótica? Reumatótica? Ah sim...muito obrigada! hehe!
E o bolo? Desejo? Cortar de baixo pra cima? Primeiro pedaço? Discurso? Com quem será? É pica é pica, é rola é rola? De onde vem tudo isso? Não sei explicar ...mas aniversário que é aniversário, tem tudo isso.
Também tem sempre o engraçadinho que canta parabéns tudo errado, que não canta a música inteira, que começa tudo de novo após a musica ter terminado! Tem aquele que só bate palma, aquele que na hora do "com quem será?" manda o nome de outra pessoa, só pro namorado ficar fudido. Tem sempre aquele que empurra sua cabeça no bolo! Tem sempre aquele que reclama que é seu amigo há seculos e não recebeu o primeiro pedaço!
Tem foto, presente, família, abraços, beijos, crianças, velhos, meninos, meninas, menines!
Confesso que ficar um ano mais velha não me deixa tão feliz assim...mas ter família/namorado/amigos tão especiais como meus é a maior felicidade que alguém pode ter!

Agradeço a todos que estiveram por lá, e acreditem que são parte de mim e da minha história!

Por isso sim, eu mereço parabéns! Por vocês!!!

Obrigadaaaa

Bjo-lhes

7 comentários:

  1. Veja bem. Não sei onde enfio a cara de não ter dado os parabéns nem mesmo hoje,atrasado. Então vai aqui!! É pica, é pica, kkkkkk Demais de engraçado! Eu fiquei desplugado ontem e você também, parabéns atrasado também vale e criança fala cada gracinha....e você tá escrevendo cada vez melhor, vou te convidar pro www.blobobagem.blogspot.com , quer colaborar??? please!!! kkkkkk


    baita bj!

    ResponderExcluir
  2. realmente eu acho que merecia aquele primeiro pedaco de bolo, mas enfim!
    ahahaha

    seu aniversario foi o melhor ever do ano!!

    te amo!
    e diga-se de passagem o layout do seu blog ta lindo!

    beijos tatinha

    ResponderExcluir
  3. Lu!!!! Amei estar com vc nesse dia especial e como sempre adorei os comentários sobre festa de aniversário rsrsrs!!! Foi muito legal mesmo, estava morrendo de saudades!!!! Bjocas da Tati ;)

    ResponderExcluir
  4. Aaaaah, que post Lindo Luuuu!
    Seu aniversário foi maior legal!
    Se eu tivesse na hora do parabéns eu seria o cara que depois de todo mundo cantar o parabéns, o com quem será etc e ficasse o silêncio eu ia dizer:RONALDO
    E todo mundo ia dar risada
    Rá!

    ResponderExcluir
  5. Agente recebe todo ano essa mensagem no "Migalhas" quando fazemos aniversário, vou partilhar com você:

    As gerações de bacharéis veteranos concorreram para a formação do mais rico folclore acadêmico, ou melhor, para o que se chama de suas "tradições".
    Foram os estudantes de uma turma próxima de 1930 os que criaram, um dia, o popular "pique-pique", que atualmente todos cantam nos dias festivos.
    Poucos conhecem a sua singular origem. Escreveu Guilherme de Almeida, a que se reportava o querido amigo Lauro Malheiros, em seu comovente livro de memórias intitulado "Rosas no Inverno", que três estudantes, da turma que colaria grau em 1927, eram então amigos inseparáveis nas horas de boemia. Um deles – Ubirajara Martins de Souza – usava um extraordinário bigode de pontas finas e retorcidas para cima e por isso era apelidado de "pique-pique". Outro, era Mário Ribeiro da Silva, "inteligência viva e afinado senso de humor" e que apreciava desconsertar os interlocutores mais austeros, interdizendo no meio das conversas frases desconexas, como esta : "Veja você, heim? Meia hora...". O terceiro era Aru Medeiros; e juntos constituíam o grupo do "Pudim"...
    Numa noite em que bebericavam o seu "chope", no bar Pérola do Douro, sendo aniversário de Ubirajara, Mário o brindava, gritando: "Pique-pique, pique-pique, pique-pique". Retrucou, então, Ubirajara: "Meia hora, meia hora, meia hora". Daí, para emendar com "Rá-rá-tchin-bum", foi um relâmpago. Estava criado o hino do "Pudim", o grito de guerra de toda a estudantada.
    Recordou Guilherme de Almeida que "no dia seguinte visitava a Faculdade de Direito o Marajá de Kapurtala. Entre outras manifestações, recebeu nas bochechas ilustres, berrado de perto, o primeiro ‘pique-pique’ oficial. Gostou e manifestou alto interesse pela harmonia e sugestiva língua falada no Brasil"...
    Concluiu Lauro Malheiros – "foi assim que nasceu o 'pique-pique’ em São Paulo. Entre estudantes da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco".


    PS: Carol, o layout tá lindo mesmo!

    ResponderExcluir
  6. Vim conhecer seu blog e já estou seguindo \o/
    Te dou os parabéns atrasado rsrsr, mas tenho uma desculpa, eu não te conhecia antes né?? kkkk

    Um grande beijo. Fica com Deus

    ResponderExcluir
  7. Lúúú cordãããooo.... fantastico seu aniverr...

    Eu sou aquela que grita mais alto, e canta mais errado!!

    uahuahau...

    Beijo flor!!

    ResponderExcluir